Rosácea: por que aparece e como tratar?

Você já ouviu falar sobre rosácea? Essa doença de pele é muito comum e causa muitos incômodos para quem a desenvolve. Por atingir o rosto, ela afeta a autoestima e o bem-estar. Mas, felizmente, existem tratamentos eficazes para lidar com ela. Veja a seguir um pouco mais sobre a rosácea, seus tipos, características e formas de tratar.

O que é rosácea?

Rosácea é uma doença em que há manifestação de áreas de vermelhidão e lesões inflamadas especialmente nas bochechas, testa, queixo e nariz. Ela é mais comum entre mulheres entre 30 e 50 anos.

No primeiro momento, ela pode ser confundida com queimaduras solares, mas se torna perceptível quando a vermelhidão é duradoura. A piora da rosácea ao longo do tempo pode causar mudanças permanentes na aparência.

Além da vermelhidão facial, outros sintomas da doença são as protuberâncias no rosto (parecidas com acne), secura ocular, pálpebras avermelhadas e nariz alargado (decorrência da pele da região que adquire um aspecto grosseiro).

Causas

Não há consenso sobre as causas da rosácea, mas boa parte dos médicos acreditam que ela aparece por uma combinação de fatores hereditários e ambientais, que aumentam o fluxo de sangue para a superfície da pele. Dentre os fatores, estão alimentos quentes ou picantes, bebidas alcoólicas, temperaturas extremas, estresse, raiva, vergonha, exposição ao sol, exercício extenuante, banhos quentes ou saunas, e uso de medicamentos vasodilatadores.

Sinais e sintomas típicos:

  • Flushing facial – períodos de sensação abrupta de vermelhidão e calor na pele como se fosse um surto de vasodilatação.
  • Telangiectasias – dilatação de pequenos vasos permanentes.
  • Persistente eritema facial. Possível edema facial
  • Pápulo-pustulosas – podem ocorrer nódulos; as pápulas podem, eventualmente, quando numerosas, formar placas granulomatosas (rosácea lupoide);
  • Rinofima – espessamento irregular e lobulado da pele do nariz, dilatação folicular, levando ao aumento e deformação do nariz . Esses espessamentos podem ocorrer em outras áreas além do nariz, como na região frontal, malares (maçãs do rosto) e pavilhões auriculares.
  • Alterações oculares – ocorrem em 50% dos casos (irritação, ressecamento, blefarite, conjuntivite e ceratite).

Tipos de rosácea

A rosácea possui 5 tipos, que variam conforme ela se manifesta. Eles podem, inclusive, se misturar. São eles:

  • Eritemato telangiectasia: pele muito sensível e avermelhada/rosada nas áreas ao redor do nariz.
  • Rosácea papulopustulosa: além do tom avermelhado, aparecem lesões semelhantes a espinhas.
  • Rosácea fimatosa: pele mais espessa, dura e avermelhada (estágio final da doença).
  • Rosácea ocular: atinge a região dos olhos.
  • Granulomatosa: aparecimento de pequenos nódulos castanhos na face.

Quais os tratamentos para rosácea?

Os tratamentos para a rosácea controlam os sintomas e evitam o agravamento da doença. Eles variam conforme o tipo. Dentre os tratamentos mais comuns, está o uso de produtos tópicos, como ácido azelaico 0,75%, peróxido de benzoila, metronidazol 0,75% e retinoides tópicos, que diminuem a inflamação da pele.

As rosáceas papulopustulosa, ocular e fimatosa já envolvem o uso de antibióticos, como tetraciclina e minociclina. O tratamento dura em torno de 3 a 6 meses.

Em qualquer tipo de rosácea, os medicamentos podem ser associados com laser.

LASER

O LASER utilizado no tratamento da rosácea é o ETHEREA e ZYE. Ele aquece as veias e os vasos sanguíneos indesejados, profundos ou superficiais, fazendo com que ocorra seu desaparecimento gradual. Em outras palavras, ele combate a dilatação dos vasos da face que provocam a vermelhidão, fechando-os e permitindo que a pele retome sua tonalidade normal.

É um equipamento eficaz, sem restrição para a maioria dos tipos de pele e seguro. Os resultados com o LASER são visíveis nas primeiras sessões, mas melhoram continuamente com o tempo. Dependendo da área a ser tratada, o procedimento é rápido, não restringe a rotina do paciente.

A rosácea é uma doença que incomoda bastante, principalmente por afetar a autoestima da mulher. Felizmente, há muitos tratamentos que, associados com o LASER, possuem um resultado muito satisfatório.

Ainda tem dúvidas sobre como o LASER age no combate à rosácea? Siga nosso Instagram https://www.instagram.com/blogtratamentosalaser/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *