Telangiectasia: saiba tudo sobre os vasos avermelhados no rosto

Você tem problemas com a aparência causada pelos vasinhos no rosto? Atualmente, 30% da população apresenta telangiectasia, sendo que a maioria é composta por mulheres acima dos 30 anos. Essa situação afeta bastante a autoestima, tem causas e sintomas próprios. Felizmente, há também tratamentos eficazes para combatê-la. Quer saber quais? Acompanhe nosso post!

O que é a telangiectasia?

Telangiectasia são vasinhos no rosto extremamente finos que aparecem na superfície da pele. Em geral, são problemas apenas estéticos, que não apresentam sintomas. Eventualmente, existem queixas de queimação na região onde esses vasinhos se encontram, mas é normalmente causada por uma veia doente e maior no local.

Por outro lado, a telangiectasia pode ser sinal de uma doença grave, a telangiectasia hemorrágica hereditária (HHT). Essa condição genética rara pode colocar a vida em risco, já que, ao invés de se formar na pele, ela aparece em órgãos vitais. Se as telangiectasias estouram, causam hemorragia.

Quais as causas e os sintomas da telangiectasia?

Os vasinhos no rosto podem aparecer por razões diversas, como predisposição genética, sedentarismo, gravidez e obesidade. A telangiectasia atinge majoritariamente mulheres devido à sua associação aos hormônios femininos, mas estão presentes nas pernas de quase todas as pessoas. O uso de anticoncepcional, por exemplo, pode piorar a condição, já que é um hormônio feminino exógeno, não produzido pelo organismo.

Esse problema não costuma apresentar sintomas, mas pode ser desconfortável devido à aparência que ela causa. Em casos mais raros, a telangiectasia apresenta como sintomas coceira, dor por pressão sobre veias e artérias menores, marcas vermelhas ou padrões em forma de linha na pele.

Já no caso da HHT, os sintomas são mais perigosos. Hemorragias nasais freqüentes, convulsões, falta de ar, sangue preto ou vermelho escuro nas fezes, e pequenas lesões costumam aparecer.

A telangiectasia é mais propensa a aparecer em pessoas mais velhas, ou que trabalham ao ar livre, grávidas, pessoas que ficam na mesma posição por muito tempo, que usam corticosteróides ou que apresentam rosácea, esclerodermia, dermatomiosite ou lúpus eritematoso sistêmico (LES).

Qual o tratamento mais eficaz?

Para os casos de telangiectasia meramente estético, existem alguns tratamentos eficazes para o problema. A avaliação médica é imprescindível, porque não são todos os tipos de pele que podem se submeter a qualquer tratamento.

A escleroterapia é a aplicação de medicamentos, por meio de agulha muito fina, que interrompem o fluxo de sangue nos vasos. O procedimento deve ser repetido eventualmente, à medida em que novos vasinhos no rosto surjam.

O LASER também é uma opção muito eficaz para o tratamento de telangiectasia por meio do calor. É uma forma pouco invasiva, quase sem dor e com curto período de recuperação. Ele vem sendo muito utilizado por sua eficácia e pela satisfação das pacientes com o resultado.

A telangiectasia é um problema estético que afeta a autoestima de mulheres por atingir com maior frequência o rosto. A partir de uma consulta médica, é possível corrigir essa aparência com um tratamento eficaz, como o laser. Quer saber mais sobre procedimentos estéticos? Confira nosso Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *