Menstruação escura: devo me preocupar?

Menstruação escura

Durante o ciclo menstrual é normal que haja alterações de cor e fluxo. Porém a menstruação escura pode ser motivo de grande preocupação entre as mulheres.

Quando em pouca quantidade e semelhante à borra de café, a menstruação escura caracteriza uma disfunção hormonal e o sangramento pode ser considerado anormal.

Para você entender melhor, a menstruação escura é um sangramento que demorou a ser expelido, e com o fluxo menor aliado à demora de exteriorizar, o sangue foi ficando escuro.

Para detectar sinais anormais é preciso observar bem o seu corpo. O sangramento escuro recorrente pode ser desencadeado por problemas no útero, doenças sexualmente transmissíveis e até por estresse.

Se você tem ou teve menstruação escura em algum momento da vida, preparamos este artigo para te ajudar a entender quando ela pode ser um problema e se é motivo para preocupação. Vamos lá?

Como identificar mudanças no ciclo menstrual

A mulher deve conhecer seu próprio corpo para conseguir identificar padrões de anormalidade, principalmente durante o ciclo menstrual.

Alguns fatores podem desencadear alterações de cor, quantidade e aparência da menstruação, como o uso de anticoncepcionais, que devido à baixa dosagem hormonal podem provocar sangramento com coloração mais escura.

Listamos algumas variações no ciclo menstrual e quando é necessário estar mais alerta.

Menstruação escura e com pouco fluxo

Em períodos específicos do ciclo menstrual, como no início ou ao final, a menstruação escura pode ser considerada um aspecto normal. O sangue tem uma tonalidade mais amarronzada e o fluxo é menor.

Isso acontece por causa da diminuição da quantidade e da velocidade para alcançar o exterior do corpo, levando mais tempo e chegando a escurecer no meio do caminho.

Se isso acontecer durante essa fase inicial ou final do ciclo menstrual, não se preocupe, pois provavelmente é uma alteração dentro da normalidade.

Fluxo menor por vários dias

Chamado de sangramento de escape, o sangramento escuro com pouco fluxo e que demora por vários dias pode ser ocasionado pelo uso de anticoncepcionais, que provocam reações no corpo, como queda de cabelo e inchaço.

Se o sangramento não parar depois de muitos dias, é fundamental procurar o seu médico e relatar os episódios, pois pode ser preciso alterar o contraceptivo para melhor adaptação ao seu corpo.

Quando a menstruação escura deve ser sinal de alerta

A menstruação escura com grande fluxo pode estar relacionada a algumas doenças sexualmente transmissíveis, disfunção hormonal e até câncer.

Fique de olho nesses sinais:

  • Menstruação com mais de 7 dias de duração;
  • Ausência de menstruação por mais de 3 meses;
  • Sangramentos de escape frequentes;
  • Dor na região íntima;
  • Tonturas;
  • Palidez na pele ou embaixo das unhas.

Gravidez

Quando a menstruação escura vem em pouca quantidade por um ou dois dias, sem acompanhamento do fluxo normal e na cor vermelha, pode ser sinal de gravidez.

Nos primeiros dias de gravidez, o embrião se prende ao útero gerando esse sangramento de implantação.

Endometriose

A endometriose é o crescimento do tecido endometrial fora do útero. Isso pode provocar dores fortes na região pélvica, sangramentos escuros, tipo borra de café, dentro ou fora do ciclo da menstruação.

Nesses casos, a menstruação escura é prolongada, chegando a durar mais de 7 dias.

A mulher que tem esses sintomas deve procurar o seu ginecologista para que ele faça as observações precisas, peça exames e indique antibióticos para tratamento.

Embora a menstruação escura seja relacionada a algumas doenças, é fundamental que você consulte seu ginecologista e, antes de tudo, entenda bem o seu corpo e sua região íntima. E você pode conhecer melhor o seu corpo conferido este artigo sobre a vagina.

Tratamento Íntimo a Laser - Rejuvenescimento Íntimo

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

A ginecologista Valéria do Lago Pareja Guerra atua na Clínica Valéria Guerra, que fica em Dourados, MS. Seu contato é (67) 3422-3703. Também é possível entrar em contato pelo celular ou Whatsapp no número (67) 99972 1216.
Ela oferece o tratamento íntimo com LASER ATHENA.

Sua formação inclui:

- Medicina pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná
- Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná
- Titulo de especialização em Ginecologia e Obstetrícia - Mato Grosso do Sul
- Formação em Videolaparoscopia Ginecológica
- Pós-graduação em Medicina Estética pela Fundação de Apoio a Pesquisa e Ensino em parceria com a Faculdade de Ciências de São Paulo FAPES/ FACIS
- Docente do Curso Médico de Cosmetoginecologia Gynelaser - Brasília DF

Últimos posts por Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra (exibir todos)

About Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

A ginecologista Valéria do Lago Pareja Guerra atua na Clínica Valéria Guerra, que fica em Dourados, MS. Seu contato é (67) 3422-3703. Também é possível entrar em contato pelo celular ou Whatsapp no número (67) 99972 1216. Ela oferece o tratamento íntimo com LASER ATHENA. Sua formação inclui: - Medicina pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná - Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná - Titulo de especialização em Ginecologia e Obstetrícia - Mato Grosso do Sul - Formação em Videolaparoscopia Ginecológica - Pós-graduação em Medicina Estética pela Fundação de Apoio a Pesquisa e Ensino em parceria com a Faculdade de Ciências de São Paulo FAPES/ FACIS - Docente do Curso Médico de Cosmetoginecologia Gynelaser - Brasília DF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *