Dor no canal vaginal é normal?

Dor no canal vaginal

A dor no canal vaginal, principalmente durante e após as relações sexuais, é uma queixa de muitas mulheres. Os médicos acreditam que esse sintoma pode ser reflexo de várias situações, como dispareunia, vaginismo, inflamações, infecções e cistos que modificam a estrutura vaginal. Veja a seguir as causas da dor no canal vaginal e a importância da consulta com um ginecologista na busca por tratamento.

Causas de dor no canal vaginal

A dor no canal vaginal, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, não se resume a vaginismo. Outras dores que ocorrem antes, durante ou depois da relação sexual são chamadas dispareunias, e podem ter como causas infecções, malformações, atrofia, falta de lubrificação, endometriose e outras.

Infecções

As infecções conhecidas como corrimento vaginal ou leucorréia causam ardor e dor no canal vaginal no momento da relação sexual. Elas são mais comuns em mulheres com vários parceiros, que não tem bom hábito de higiene, que fizeram uso de antibióticos ou que ficaram muito tempo hospitalizadas.

Vaginose bacteriana, tricomoníase, candidíase e vaginose citolítica são alguns exemplos de infecções, que devem ser tratadas com intervenção medicamentosa. Nos consultórios médicos, são as causas mais comuns de dor no canal vaginal.

Malformações vaginais

Um dos motivos para dor no canal vaginal é a malformação. A mulher pode nascer com septos, que são resíduos de mucosa vaginal da época da sua formação embrionária, e que atrapalham a penetração, causando dor.

É uma situação semelhante às bartolinites, inflamação de glândulas de Bartholin instaladas na entrada da vagina, que também podem doer na penetração. Os dois casos são tratados com cirurgia.

Sequela ou ruturas de parto

O parto é um evento que pode provocar sequelas ou ruturas que causam dor no canal vaginal. Pontos que são rejeitados ou uma má assistência ao parto são as causas que podem provocar essa dor. A correção é feito com cirurgias ou lasers.

Vaginismo

A contração involuntária dos músculos do canal vaginal é chamada de vaginismo. Essa é uma causa psicológica da dor no canal vaginal que pode ter diversas origens, como desenvolvimento da sexualidade, moral, religião, educação, tabus, personalidade, histórico de abuso, cultura, falta de conhecimento sexual ou falta de atitude positiva em relação ao prazer sexual.

O melhor tratamento para o vaginismo é a associação de acompanhamento psicológico e do uso de toxina botulínica aplicada nos músculos da entrada da vagina, com intuito de impedir contração muscular dolorosa.

A grande questão em torno do vaginismo é que é muito comum a mulher não expor esse tipo de problema, o que pode causar sentimentos negativos e distanciamento entre o casal. Isso dificulta a escolha ideal do tratamento, que deve ser sempre associado à causa.

Tratamento para dor no canal vaginal

O primeiro passo da mulher que sente dor no canal vaginal é procurar um ginecologista para relatar o sintoma. O acompanhamento do especialista é fundamental para encontrar a causa da dor e escolher o tratamento ideal.

Medicamentos como anti-inflamatório e antibióticos servem para alguns casos, mas outros só podem ser tratados com cirurgias e acompanhamento psicológico.

Para evitar algumas causas da dor no canal vaginal, a mulher deve se preocupar com sua higiene íntima e com sua saúde psicológica. É também importante conhecer a anatomia da região para saber identificar o local da dor. Pode ser que a dor esteja nos grandes lábios, por exemplo. Saiba mais sobre esse tipo de dor!

Tratamento Íntimo a Laser - Rejuvenescimento Íntimo

Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

A ginecologista Valéria do Lago Pareja Guerra atua na Clínica Valéria Guerra, que fica em Dourados, MS. Seu contato é (67) 3422-3703. Também é possível entrar em contato pelo celular ou Whatsapp no número (67) 99972 1216.
Ela oferece o tratamento íntimo com LASER ATHENA.

Sua formação inclui:

- Medicina pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná
- Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná
- Titulo de especialização em Ginecologia e Obstetrícia - Mato Grosso do Sul
- Formação em Videolaparoscopia Ginecológica
- Pós-graduação em Medicina Estética pela Fundação de Apoio a Pesquisa e Ensino em parceria com a Faculdade de Ciências de São Paulo FAPES/ FACIS
- Docente do Curso Médico de Cosmetoginecologia Gynelaser - Brasília DF

Últimos posts por Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra (exibir todos)

About Dra. Valéria do Lago Pareja Guerra

A ginecologista Valéria do Lago Pareja Guerra atua na Clínica Valéria Guerra, que fica em Dourados, MS. Seu contato é (67) 3422-3703. Também é possível entrar em contato pelo celular ou Whatsapp no número (67) 99972 1216. Ela oferece o tratamento íntimo com LASER ATHENA. Sua formação inclui: - Medicina pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná - Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná - Titulo de especialização em Ginecologia e Obstetrícia - Mato Grosso do Sul - Formação em Videolaparoscopia Ginecológica - Pós-graduação em Medicina Estética pela Fundação de Apoio a Pesquisa e Ensino em parceria com a Faculdade de Ciências de São Paulo FAPES/ FACIS - Docente do Curso Médico de Cosmetoginecologia Gynelaser - Brasília DF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *