Entradas no cabelo: entenda as causas e o que fazer

entradas-no-cabelo

As temíveis entradas no cabelo são verdadeiros vilões para quem se preocupa com a chegada da calvície. Mas será que deveríamos temê-las tanto assim?

Ao longo deste post, nós vamos desmistificar o assunto para que você tenha a informação correta em mãos. Assim, caso as suas entradas no cabelo tenham um significado verdadeiramente preocupante, você vai saber como reagir e contornar o possível problema.

Continue com a leitura e descubra como as entradas no cabelo se relacionam com a calvície!

Como as entradas no cabelo se relacionam com a calvície?

Durante a infância e princípio da adolescência, nossos cabelos respondem a um formato arredondado. Só que — no caso dos homens — as ações hormonais dessa transição conferem um desenho anguloso no formato do cabelo. O que justifica o recuo lateral, por exemplo.

Só que é importante observar o avanço das entradas no cabelo periodicamente, porque muitas vezes esse recuo corresponde a uma série de fatores — como a deficiência nutricional. E é aí que esse processo pode estar ligado ao princípio de calvície.

Como identificar se estou ficando calvo?

Amplamente utilizada por especialistas, nós temos a escala Norwood-Hamilton para identificar o gradual avanço de um suposto princípio de calvície. Dividida em sete estágios, a escala Norwood-Hamilton funciona da seguinte maneira:

Escala de norwood hamilton

  •         Tipo I: leve, com sensível falha no crescimento de cabelo na região temporal;
  •         Tipo II: torna-se mais perceptível a queda de cabelo, com falhas encontradas também na parte frontal;
  •         Tipo III: representa um recuo mais acentuado, e que se percebe também na testa e na região onde ocorrem as entradas de cabelo mais profundas;
  •         Tipo IV: a linha capilar retrocede visivelmente nas têmporas e na testa. Pode ocorrer, também, a perda de cabelo na região da coroa (no topo);
  •         Tipo V: a queda de cabelo já é mais agravada. As linhas são ainda mais recuadas e pode-se perceber falhas em mais áreas do couro cabeludo;
  •         Tipo VI: já existem poucos fios espalhados pelo couro cabeludo e uma significativa área calva;
  •         Tipo VII: estágio mais avançado da queda de cabelo.

É possível retardar ou interromper o recuo?

Caso você tenha percebido que as entradas no cabelo estão cada vez maiores, o primeiro passo consiste em agendar uma consulta com um profissional especializado.

A partir do diagnóstico é que você vai entender as causas para a queda de cabelo acentuada e o que pode ser feito para que você tenha uma amenização ou possível interrupção da calvície precipitada.

Vale destacar que, em muitos casos, o avanço progressivo das entradas no cabelo não podem ser revertidos. Especialmente, quando o quadro se encontra nos tipos mais avançados da escala Norwood-Hamilton.

Nessas situações mais avançadas existem alternativas eficazes para minimizar o problema, sendo o transplante capilar a medida mais eficaz entre os tratamentos disponíveis.

E aí, você conseguiu identificar o estágio das entradas no cabelo que possui? Então, para que você tenha ainda mais informações relevantes para compartilhar com o dermatologista, confira também nosso artigo que explica melhor como saber se você vai ficar careca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *