Eflúvio telógeno: o que é, causas e tratamentos

O que é eflúvio telógeno e como tratar

Eflúvio telógeno pode ser um termo pouco comum para o público, mas os seus efeitos são amplamente conhecidos. Afinal de contas, trata-se do aumento na queda dos fios de cabelo, quando passa a ser percebido pelo acúmulo deles na escova, durante o banho ou mesmo sobre o travesseiro, após uma noite de sono.

Para que você entenda como proceder e os motivos pelos quais o eflúvio telógeno surge, neste post vamos identificar o conceito dessa condição, bem como as suas causas e tratamentos. Confira!

Como é caracterizado o eflúvio telógeno

Esse tipo de condição costuma ser observado, pelos profissionais especializados, em dois tipos. São eles:

Eflúvio telógeno agudo

Costuma ser diagnosticado por meio de eventos acontecidos até 3 meses antes dos primeiros sinais de aumento na queda de fios de cabelo. Isso se deve ao fato de que o ciclo da queda costuma surgir após esse período, caracterizando-se pelo volume exponencial de fios que se desprendem.

Por exemplo: enquanto a média diária de queda é de 100 a 200 fios, o eflúvio telógeno agudo pode dobrar esse número. Nesses casos, o profissional deve avaliar algumas das principais causas que motivam a condição, como:

  • Cirurgias (em especial, a bariátrica);
  • Dietas restritivas;
  • Doenças metabólicas ou infecciosas;
  • Estresse;
  • Febre;
  • Gripe ou sinusite;
  • Infecções agudas;
  • Pneumonia;
  • Pós-parto.

Vale destacar que cada causa e suas relações com o paciente podem estimular a proporção de fios que caem ao longo do período.

Eflúvio telógeno crônico

Enquanto o eflúvio telógeno agudo possui um período específico de queda, a condição crônica repete os ciclos. Assim, em médio e longo prazo é possível perceber um volume menor de fios de cabelo. Não vai acontecer de o cabelo ficar ralo no couro cabeludo, mas mais perceptível no comprimento dos fios.

Em geral, as causas desse tipo de condição não são bem definidas. Sabe-se, entretanto, que doenças autoimunes — como a tireoidite de Hashimoto — estão entre os principais motivos influenciadores para o caso crônico de eflúvio telógeno.

Quais sintomas podem ser observados

O aumento na queda dos fios de cabelo que caem diariamente é o principal dos sintomas do eflúvio telógeno. Além disso, quadros de coceira no couro cabeludo também costumam ser observados — especialmente, na região posterior do couro cabeludo.

Tipos de tratamentos para o eflúvio telógeno

Por ter uma duração pré-determinada de 2 a 4 meses — desde que não existam condições associadas —, o eflúvio telógeno não precisa de um tratamento específico. O ponto-chave, entretanto, está na presença de outros fatores estimulantes, como a alopecia androgenética ou senil. Nessas situações são consideradas alternativas para recuperar o volume e também o comprimento dos fios de cabelo.

O prognóstico é bom, portanto, mas o conhecimento das causas para o eflúvio telógeno é crucial. Só assim o dermatologista consegue traçar um tratamento eficiente — quando necessário — para recuperar e fortalecer os fios de cabelo.

E para que você se mantenha sempre informado a respeito de outras condições capilares e dicas no tratamento delas, siga-nos no Instagram e fique sabendo em primeira mão de todas as nossas novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *