Queda de cabelo, o que pode ser?

Queda de cabelo o que pode ser

Quando muitos fios de cabelo caem por dia, logo entramos em uma espiral de dúvidas a respeito de suas causas — e, é claro, consequências dessa queda de cabelo que pode se estender progressivamente e levar a casos moderados e graves de calvície.

O que muitas pessoas não sabem é que, além da hereditariedade e outros motivos cotidianos, a queda de cabelo pode estar diretamente relacionada ao nosso estado de saúde.

Por isso, neste post vamos identificar alguns casos clínicos que podem estar ligados à queda de cabelo. Algo que pode ser providencial para melhorar a sua qualidade de vida e reverter esse quadro progressivo. Confira!

Anemia  

Casos em que a pessoa sofre de anemia se traduzem em uma deficiência de ferro no organismo. Como resultado, as unhas e cabelos enfraquecem, além da contínua sensação de cansaço e fraqueza.

Assim, embora os fios de cabelo tenham um tempo específico de crescimento, a anemia pode fazer com que os fios caiam progressivamente. Para evitar isso, é importante ter uma consulta com um nutrólogo e identificar quais vitaminas e suplementos podem fazer parte de sua rotina para fortalecer o organismo.

Menopausa

As mulheres que passam pela menopausa também podem enfrentar problemas com a queda de cabelo, impactada pela redução de hormônios capazes de fortificar os fios.

O tratamento, nesses casos, consiste na ingestão de vitaminas, e não na reposição hormonal, que é um assunto que deve ser minuciosamente estudado antes de ser implementado.

Estresse ou traumas  

Situações de extremo estresse ou que causem traumas também são reconhecidamente causas para a queda de cabelo. Acontece que o impacto não é imediato, mas sim cerca de 3 meses depois, o que faz com que as pessoas não relacionem o problema à queda de cabelo.

Em geral, o problema se resolve sozinho, com exceção às situações estressantes e traumas que permanecem constantes na vida da pessoa.

Inflamação do couro cabeludo

Inflamações também podem estimular a queda de cabelo excessiva, por exemplo:

  • seborréia;
  • queimaduras de sol.

Para a primeira, produtos específicos para o controle da caspa são recomendados, enquanto a prevenção contra as queimaduras de sol segue sendo a melhor alternativa.

Lúpus Eritematoso Sistêmico

As doenças autoimunes fazem com que os nossos anticorpos ataquem o próprio corpo, e isso pode desencadear reações inflamatórias que, eventualmente, podem culminar na queda de cabelo. E o lúpus é uma delas, sendo importante manter o acompanhamento para fazer com que você consiga a cura da calvície nesse caso.

Doença da tireoide

Os distúrbios hormonais também causam a queda de cabelo. Neste caso, as complicações da doença  interferem na produção de hormônios que, normalmente, ajudam no crescimento e fortalecimento dos cabelos.

Doenças infecciosas

Infecções graves que gerem reações inflamatórias podem causar a queda de cabelo. Aí, é importante certificar-se do problema para que ele seja solucionado prontamente. Em geral, o problema com os fios é uma consequência da infecção e é resolvido quando ela também é solucionada no paciente.

Doença celíaca

Por fim, a doença celíaca — mais uma condição autoimune — também pode se converter em um quadro clínico de queda de cabelo. Essa inflamação da parede intestinal causa uma deficiência nutricional porque o organismo não absorve direito os nutrientes, causando enfoques diferentes de problemas, como a queda de cabelo.

Para tanto, a ingestão de vitaminas é recomendada para reduzir o impacto e, assim, fortalecer o organismo.

Quer saber um pouco mais sobre as causas da queda de cabelo. Então, leia também outro artigo nosso a respeito do assunto com as causas mais comuns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *