Como a lipólise favorece o tratamento da celulite?

Rosto de coração masculino

O acúmulo de gordura na camada superficial da pele ocasiona a celulite, um problema que afeta e incomoda boa parte das mulheres. Por esse motivo, muitos estudos são desenvolvidos com o fim de contribuir para o tratamento da celulite. A lipólise, por exemplo, é um fenômeno fisiológico que favorece o processo de eliminação de gordura e impacta na melhoria do aspecto da celulite. Saiba um pouco mais sobre ela.

Como ocorre a lipólise

Você sabe como armazenamos gordura no nosso organismo? Esse processo ocorre da seguinte forma: os carboidratos ingeridos são transformados em glicose e entram na corrente sanguínea. Quando o nível de glicose no sangue está maior do que o necessário, a insulina armazena a glicose como glicogênio.

Este, por sua vez, poderá ser novamente convertido em glicose, aumentando o nível de ácidos graxos no sangue. Se houver excesso de ácidos graxos na corrente, a pele os remove e os armazena dentro dos adipócitos, células que armazenam gordura.

Entretanto, nosso organismo precisa de energia para se manter durante o período de jejum e quando há um alto gasto calórico, como em atividades aeróbicas. O processo que confere essa energia é a lipólise, que é popularmente a queima de gordura.

Tecnicamente, a lipólise obtém energia por meio da oxidação dos ácidos graxos (libera energia armazenada pelos triglicerídeos). Há utilização do estoque de gordura armazenada no corpo, o que provoca o emagrecimento.

Técnicas que estimulam a lipólise

Esse fenômeno fisiológico pode ser promovido por algumas técnicas que reduzem a gordura localizada, como:

  • Eletrolipólise (eletrolipoforese): técnica de tratamento do acúmulo de ácidos graxos localizados e das adiposidades por meio de microcorrente de aproximadamente 25 Hz, promovendo a lipólise, que faz a degradação da gordura em glicerol e ácidos graxos.
  • Ultra-sons: processo de destruição dos adipócitos (células de gordura) por meio da tecnologia ultrassônica.

Lipólise e combate à celulite

Existe uma relação muito próxima entre a lipólise e o combate à celulite. A forma mais natural de provocar a lipólise no organismo é uma alimentação balanceada aliada à prática de exercícios físicos. Como ocorrerá a queima de gordura para conferir energia ao corpo, será possível o emagrecimento, o que, obviamente, contribui para eliminar a celulite.

Entretanto, há tratamentos destinados ao combate à celulite que também aumentam o efeito da lipólise. Um deles é o Programa Bottoms UP, que integra a tecnologia CelluSonic® para estimular tal efeito durante as sessões de tratamento.

Esse tratamento utiliza a tecnologia de ondas acústicas radiais. Sua atuação se dá por meio da indução da vibração do tecido subcutâneo. Essa prática aumenta o fluxo da microcirculação local e o efeito da lipólise, o que compacta as células de gordura e o inchaço entre elas.

E qual o resultado prático do tratamento? Eliminar água e toxinas acumuladas na região em que são aplicadas as ondas por meio da quebra dos adipócitos de gordura. Como “bônus”, ele favorece a liberação das fibroses e aderências características da celulite.

[embedyt] https://www.youtube.com/embed?listType=playlist&list=PL8a-ss-hiORZISZIgVKdN355gI7uzddTm&v=dfD-yXWcXAE[/embedyt]

A lipólise é um fenômeno importante no nosso corpo, porque provoca a queima de gordura que nos fornece a energia para manter o organismo. Alguns tratamentos para celulite podem provocar uma melhoria nos efeitos desse fenômeno e trazer ainda mais benefícios para o corpo, inclusive o emagrecimento.

Quer saber outras formas de acabar com a celulite? Veja no blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *