Sua celulite dói? Saiba porque e como tratá-la

Celulite dói? Saiba como tratar

Combater a celulite é um desafio que a maior parte das mulheres enfrenta ao longo de sua jornada em busca de um corpo bonito e saudável. Ela se manifesta no corpo em diferentes  graus, e cada um deles com uma característica e resultados diferentes. Nos graus mais avançados, a celulite dói e o aspecto de casca de laranja fica muito mais evidente.

A celulite, infelizmente, é um problema crônico e não tem cura, mas pode ser tratada e controlada, tendo grandes chances de retomar o aspecto natural e saudável da pele. Ela afeta quase 95% das mulheres e aparece principalmente na região das coxas e nádegas.

Com causas diversas como alterações hormonais, metabólicas e até predisposição genética, a celulite também é agravada por retenção de líquidos e problemas com a circulação.

Porque a celulite dói?

A celulite dói porque é caracterizada essencialmente por uma inflamação na região afetada, logo, quanto maior o grau dela, pior a dor. Além do grau, existem diversos tipos de celulites que se manifestam no corpo de diferentes formas, são elas:

  • 1º Tipo – Flácida: É o tipo mais comum e está associado ao famoso “efeito sanfona”, com o ganho e a perda de peso constante. São mais comuns nas regiões do culote e das coxas.
  • 2º Tipo – Dura ou Compacta: São mais comuns em pessoas com músculos delineados, que praticam atividade física. Elas são doloridas ao toque, mas  não são visíveis e só costuma aparecer ao apertar a pele (pinçamento).
  • 3º Tipo – Edematosa: Aparecem em músculos que não são nem duros e nem flácidos, são visíveis e apresentam o aspecto de casca de laranja. São doloridas ao toque e, normalmente, são causadas por problemas hormonais como tireoide e problemas nos ovários.
  • 4º Tipo – Celulite Branda: É caracterizada pela junção dos outros tipos de celulite e pode aparecer “misturada” em uma única parte do corpo. Aparece com mais frequência em regiões como coxas, abdômen e braços.

Quando estão em estágio mais avançado, as celulites geram dor e costumam ser caracterizadas pela existência de fibrose e comprometimento da circulação, deixando as pernas pesadas, doloridas e cansadas. Para o reconhecimento do problema, é preciso estar atento aos sintomas:

  • Cansaço excessivo nas pernas;
  • Aparecimento de vazinhos e varizes;
  • Sensação de peso ao andar muito ou ficar muito tempo de pé;
  • Vasos capilares fragilizados.

Como tratar a celulite

[embedyt] https://www.youtube.com/embed?listType=playlist&list=PL8a-ss-hiORZISZIgVKdN355gI7uzddTm&v=dfD-yXWcXAE[/embedyt]

Como falamos anteriormente, apesar da celulite não ter cura, existem recursos e tratamentos que auxiliam na redução e no controle dela. Para resolver a retenção de líquido no corpo, além da ingestão diária de uma boa quantidade de água, vale a pena investir em sessões de drenagem linfática para retirar as toxinas que ficam acumuladas entre as células, ajudando na diminuição do inchaço e na melhora da celulite.

Agora, se o objetivo é realizar um tratamento mais eficaz, que acabe de vez com a dor causada pela celulite e ofereça resultados rápidos, vale consultar um médico e apostar em tratamentos de alta tecnologia. O programa Bottoms Up® é um dos mais eficazes do Brasil e  agrega um procedimento não-invasivo com resultados incomparáveis. Com radiofrequência multipolar e tecnologia de ondas acústicas radiais, o Bottoms Up realiza o delineamento do contorno corporal, liberando as fibroses da celulite e regenerando as fibras de colágeno e elastina do corpo.

Agora que você já sabe porque a celulite dói, entenda mais a fundo o que é a Celulite e veja como combater de vez o aspecto de casca de laranja, com outras dicas de tratamento que podem ser aliadas ao Bottoms Up®.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *